Seguidores

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Alimentando seu baralho!



Como assim???

Alimentar o baralho significa colocá-lo em contato com energias que propiciam e reforçam a ligação entre esse maravilhoso instrumento e você!

É claro que esse "alimento" é variável pois deve respeitar, em primeiro lugar, sua crença religiosa, imaginando que você tenha alguma... Mas volto a repetir: Para jogar o Lenormand, não é necessário que se tenha uma religião e, nem ao menos, que se creia em Deus. Há pessoas ateias que acreditam que podemos nos comunicar num nível mais profundo, menos consciente, através de símbolos e arquétipos, sem que isso implique na existência de qualquer poder transcendental. Elas veem o uso dos arcanos, dos baralhos divinatórios, como um instrumento para liberar aquilo que conhecemos, mas que ainda nos escapa num nível consciente. Por outro lado, nada impede que você creia em Deus, tendo ou não uma crença religiosa, mas dissocie o uso do baralho de sua fé e espiritualidade. Tudo é possível e não há certo ou errado... Há apenas sua ligação absolutamente singular com seu instrumento.

Vamos considerar aqui dois casos:
 1 - Você tem uma ligação com seu baralho onde há espaço para o transcendental, mas sua fé religiosa não está ligada à fé do povo cigano, ou a seus costumes.
2 - Você tem uma afinidade com a tradição religiosa e costumes ciganos, sem ser cigano de raiz.

Darei a seguir algumas ideias, de como "alimentar" seu baralho. Elas podem ser complementadas, ou modificadas, de acordo com sua sensibilidade.

- Qualquer que seja seu caso, você pode forrar uma superfície com um pano branco ou florido (ao gosto cigano) e sobre ela abrir seu baralho "em leque" ou em forma de círculo.
- Coloque em cada um dos quatro cantos um elemento da natureza: Se tiver uma bússola use para determinar os pontos cardeais em relação à superfície da mesa, se não, apenas coloque os elementos no sentido horário, respeitando a seguinte ordem:

- 1° - Leste - Incenso - elemento ar
- 2° - Sul     - Vela       - elemento fogo
- 3° - Oeste - Taça ou copo com água - elemento água
- 4° - Norte - Prato com cristais, moedas (ao gosto cigano), ou com terra ou sal - elemento terra.

- Acenda o incenso
- Se souber faça a unção da vela, antes de acendê-la. Para isso, use algum óleo essencial, passando-o por ela, com movimentos sempre de baixo para cima, enquanto declara para quem essa vela é dedicada e qual o propósito do ritual. No caso, concentre-se em pedir que seu baralho lhe ajude a ver além das aparências, que ele seja um instrumento de autoconhecimento e de ajuda ao próximo.
Acenda  a vela, após dedicá-la à entidade a qual, normalmente, pede ajuda e inspiração, antes do jogo. Pode ser Santa Sara, Nossa Senhora Aparecida, Jesus, seu anjo de guarda, um Mestre espiritual etc..
- Se gostar da tradição cigana, poderá abrir um vidro de perfume e perfumar suas mãos, antes de manusear as cartas, invocando a Cigana que lhe acompanha, e seu companheiro.
- Passe cada carta pela fumaça do incenso, imaginando-as limpas de qualquer energia desarmônica, e recoloque-as sobre a mesa, em círculo ou leque.
- Tome um gole de água pedindo que sua mente intuitiva se abra e você possa entender as mensagens que o Lenormand lhe enviar.
- Pegue algumas moedas ou cristais e coloque-os sobre a carta 28 ou 29, dependendo se você é homem ou mulher, estabelecendo uma relação pessoal com a carta que o/a representa.

Se você quiser, poderá colocar flores e frutas doces em um prato, e colocá-lo no centro do círculo ou semicírculo formado pelas cartas do baralho.



Medite sobre o caminho que escolheu, peça proteção e sinta-se envolvido/a pela luz protetora da entidade que o/a auxilia em seu caminho espiritual.
Levante-se e imponha suas mãos sobre o baralho e abençoe-o, de todo seu coração, com seu amor e respeito, enquanto visualiza uma luz branca que sai de suas mãos e se derrama sobre o
baralho (a mesma luz que você recebeu de seu guia, anjo, ou protetor). 

Lembre-se que esse Ritual tem por objetivo estreitar os laços entre você e seu instrumento. Tenha isso em mente e manuseie seu baralho o quanto e como quiser. Segure-o junto ao seu coração ou simplesmente entre suas mãos. Faça isso quantas vezes quiser e volte a colocá-lo sobre a mesa (Sempre com os arcanos voltados para cima e, portanto, visíveis) 

Você poderá deixar de um dia para o outro, a mesa pronta, ou por três dias, acendendo uma vela e uma varinha de incenso a cada dia.
Após o tempo que escolheu, recolha as frutas e coloque-as num jardim, sob uma árvore.
Esvazie o copo, ou taça, em água corrente.
Guarde os cristais e moedas para utilizá-los na mesa do jogo.
Guarde com todo amor, seu baralho recém energizado.

Espero que muitos aproveitem esse dia dedicado ao Lenormand, para fazer esse ritual.

Deixo, com vocês, meu carinho.
bjs

Deixem suas perguntas e sugestões! Se preferirem, mandem suas dúvidas e contribuições para taikaferreira@gmail.com.

 

(Criado por Chris Wolf)

3 comentários:

  1. Nossa eu tava pensando exatamente sobre isso dia desses. Eu sou iniciante (3 anos) na leitura e interpretação do baralho cigano e sempre fico intrigada quando penso na ligação do tarot com a minha religiosidade (eu meio que não tenho uma). Texto extremamente esclarecedor e inclusive quero dizer que tem sido de GRANDE ajuda os posts sobre cada uma das cartas , por favor não pare! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda!
      Fico muito feliz quando alguém me conta que o Blog tem ajudado, de uma forma ou de outra. Então... Muito obrigada por deixar esse comentário tão gostoso de ler :)
      Vou continuar sim, e espero mais comentários seus, e sugestões!
      Que você se encante cada vez mais com o Lenormand, e que ele lhe abra muitas portas para o autoconhecimento, e seja uma luz que lhe ajude no seu caminho!
      Beijos
      Taíka

      Excluir
  2. Boa noite, que delicia seu blog heim. Adorei

    Bem, se a moca acima e iniciante eu nao tenho nem palavras para dizer o que eu sou. Afinal o que eu sou?? rsrs Nao tenho palavras, eu to lendo a exatos 1 mes e dois dias apenas. Na vrdd nao eu, minha moca, ne. Gostei muito do post!!

    ResponderExcluir